Programa Canta Nordeste Estréia na Rádio Noroeste

Este domingo, 30 de janeiro, é muito especial para o ouvinte da Rádio Noroeste FM. É que às 2 da tarde estreia o programa Canta Nordeste. Ele foi criado há 33 anos por Dioclécio Luz, pernambucano de Cabrobó, exilado em Brasília. Hoje o Canta Nordeste é veiculado na Rádio Eixo (via internet) e em três rádio comunitárias: Utopia (Planaltina, DF), Valente (Valente, Bahia) e agora na Noroeste (Campinas, São Paulo).

A produção e apresentação é de Dioclécio Luz e Cíntia Magalhães. A trilha sonora é somente de música boa. O Canta Nordeste toca nomes consagrados, como Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa. Fez entrevistas com Baby Consuelo, Tomzé, Quinteto Violado,  Geraldo Azevedo, Fagner, Zé Ramalho, Hermeto Paschoal, Marinês, Elomar, Elba Ramalho. Foi um dos primeiros a entrevistar e tocar Chico César, Lenine, Chico Science. Abriu as portas para as meninas que hoje fazem a diferença na música brasileira, caso de Flaira Ferro,  Juliana Linhares, Luedji Luna, Socorro Lira, Lorena Nunes, entre outras. Não toca o lixo, o machismo, o racismo, a homofobia. Toca o que é bom porque o ouvinte merece o que é bom. Mostra o Nordeste que não é um, mas muitos; muitos sotaques, muitos temperos, muitas geografias, muitos gêneros musicais, praia e sertão.

No início o programa mostrava só a cena musical da região nordestina, tocando os clássicos e os modernos. Com o tempo, além da arte e cultura, passou a revelar também a realidade sócio-econômica, aspectos históricos, política, belezas e horrores do Nordeste. O programa denunciou a violência, o machismo, o racismo; tratou do cangaço, da seca e da fome; contou das belezas do sertão e das riquezas do litoral. Foram diversos programas sobre meio ambiente, muitos sobre o feminismo, dezenas da sua luta antirracista, e vários, vários programas, denunciando esse governo que festeja a morte dos brasileiros e odeia a região.

E atenção: o Canta Nordeste não é para quem é do Nordeste, mas para quem gosta da boa música de lá. Se anime, cabra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.