Nota da Bancada de Esquerda na Câmara de Campinas sobre a crise na saúde

Os casos recentes de agressões sofridas por trabalhadores de serviços de saúde municipais de Campinas acendem um grave sinal de alerta e exigem uma ação imediata por parte da Prefeitura.
Não se trata de casos isolados. As agressões são fruto do sucateamento e da precarização dos serviços de saúde no município. Funcionários sobrecarregados, falta de equipamentos, insumos e medicamentos dificultam a realização de um atendimento adequado à população, que por sua vez se revolta ao ser usurpada de seu direito.
A prefeitura precisa enfrentar esse problema com o fortalecimento da rede municipal de saúde, investindo na contratação de servidores públicos municipais e na valorização dos trabalhadores que estão na ativa no momento. Também é fundamental a compra e manutenção de equipamentos e aquisição de insumos e medicamentos de maneira planejada para que não faltem nas unidades.
A bancada de esquerda da Câmara de Campinas, composta por parlamentares do PT, PSOL e PCdoB, cobra ações imediatas e se coloca à disposição da Prefeitura para colaborar na solução destes problemas.
Saúde é um direito do cidadão e deve ser prioridade de qualquer governo, principalmente daquele em que o prefeito é um médico.

Cecílio Santos (PT)
Guida Calixto (PT)
Gustavo Petta (PCdoB)
Mariana Conti (PSOL)
Paolla Miguel (PT)
Paulo Búfalo (PSOL)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *