Habitação

Vila Boa Vista – Três gerações de Sem Teto

Os primeiros habitantes da Vila Boa Vista chegaram aqui no final da década de 60. Junto com eles milhares de crianças, hoje todos adultos na casa dos 50 anos (me incluo nesta geração). Além desta geração surgiu outra, a de nossos filhos, hoje com idade aproximada de 25 anos. Três gerações e a quarta geração já batendo na nossa porta.
Aqui vivemos momentos maravilhosos, nadar no tubão, pegar frutas na fazenda (às frutas perto da casa do guarda da fazenda tinha um sabor especial, sabor da ousadia), frequentar os bailinhos de garagem e ir pras baladas em grupo nos dá a sensação de felicidade e de que nossa comunidade é a melhor do mundo. E é assim mesmo que relembramos nossa infância e juventude, com nostalgia e saudades, muitas saudades.
Pois bem, quem ficou com um teto pra morar na região por herança dos pais pode ser considerado um privilegiado, infelizmente muitos foram embora, os que ficaram continuam amando e não querem sair. Os que saíram por necessidade sonham em voltar.
Diz a lenda que quem toma a água daqui não quer mais sair. Eu não quero, e você?
Isso é bom de um lado, mas muito ruim de outro, pois o bairro inchou e não existe mais moradias para todos aqueles que querem voltar. Se existe ainda alguma moradia, a especulação imobiliária grita com aluguéis exorbitantes e valores de imóveis bem acima da capacidade econômica para a compra.
Estou aproveitando o momento em que me inspiro na saudade dos velhos tempos para pensar em soluções maiores de médio prazo para a nossa comunidade, soluções que vai além da pisa de árvores e corte de mato.
É certo que temos duas gerações de sem casa oriundas da Vila Boa Vista, com pessoas enraizadas culturalmente na nossa região que não encontra outra perspectiva do que pagar aluguel, ou se deslocar para outras regiões muito distante, seja da realidade cultural, seja da capacidade econômica.
Inconcebível vermos ao redor centenas de espaços urbanos vazios, se valorizando e não cumprindo qualquer função social.
O programa minha Casa Minha Vida existe justamente pra isso, garantir moradia com preços e condições acessíveis para todos, inclusive para a compra de terrenos e construção para cooperativas habitacionais independentes. Minha ideia e criarmos com os moradores da região uma cooperativa para agregar as duas gerações de sem teto e a construção de moradias para nossas gerações dentro da realidade cultural e social em que estão inseridas, desapropriando às àreas de especulação imobiliária. Um projeto muito maior do que poda de árvores e corte de mato. Vamos construir esta idéia???